Namorando casamento namoro

Namoro. Na tradição judaica, o namoro não existe com fins de entretenimento; é reservado para homens e mulheres que estão ativamente procurando sua alma gêmea. A Lei Judaica proíbe que homem e mulher fiquem juntos sozinhos. Assim, o local preferido para um encontro é um espaço público ou semi-privado. Estudo Bíblico Namoro, Noivado e Casamento 4 Não é bom sermos sós • Vivemos num ambiente cultural que ressalta a autoconfiança e a independência. Esta ênfase na individualidade tem sido adotada por vários 'movimentos' pelos direitos de homens e mulheres e tem contribuído para desconfiança e infelicidade entre sexos. O NAMORO 'onde a coisa começa a complicar' você começa a conhecer, manias, vícios, prazeres, coisas nas quais o parceiro(a) não consegue ficar sem, ou não suporta estar perto, o que ele(a) consegue ou não abrir mão por você. 50% passam para o próximo nível. O namoro costuma ser o primeiro passo para o casamento. É durante o namoro que os casais se conhecem melhor, desvendam os defeitos e afinidades do outro e descobrem se vale a pena oficializar o relacionamento com o casamento.. Apesar das mulheres estarem cada vez mais independentes, elas ainda são as que mais sonham com o casamento, palavra que alguns homens ainda sentem pavor só de ouvir. CASAMENTO O casamento pressupõe a existência de um caminho marcado pelo amor, que perpassa pelo namoro e noivado. Porém, antes de casar, os nubentes precisam garantir os meios de subsistência (trabalho) e, para tanto, necessitam de preparação intelectual. O emprego deve, sempre, anteceder ao casamento, pois ninguém deve casar e ser 2. Entenda que um casamento é para toda vida. Afinal de contas, você está namorando pensando no futuro, fazendo planos para formar uma família. Se a sua visão é apenas ficar, passar o tempo, reavalie profundamente os seus conceitos, pois este não é o plano de Deus para o namoro. Encontre mulher para casamento em Portugal O Namoro em Portugal o seu site de namoro online para quem procura namoro em Portugal, Encontre agora o seu namorado ou namorada, comece agora um namoro virtual com milhares de homens e mulheres que procuram namoro junte-se a eles fale online no Namoro em Portugal, Site para quem procura namoro na internet.

Frustração sexual e puritanismo. A má influência da igreja e como ela tem afetado a vida sexual de jovens da sociedade

2020.07.30 20:23 Jaozim_capixaba_VV Frustração sexual e puritanismo. A má influência da igreja e como ela tem afetado a vida sexual de jovens da sociedade

Edit: aproveito para deixar 2 subs sobre o tema:
exchristian e exReformed (em inglês)

Vou falar sobre meu passado religioso e como isso afetou minha vida sexual.
Exemplos deste puratinismo pode ser visto em blogs como https://naomordamaca.com/ que foi um dos principais sites que eu seguia na adolescencia para buscar a abstinência sexual e me reservar para "a minha escolhida".

As frustrações sexuais são sintomas e não uma causa.
Estes sintomas, incluem a falta de atenção afetiva, de poder se abrir e ser falar com honestidade os seus sentimentos para outra pessoa, de se sentir desejado/a de ter contato físico, carícias e até sexo.
Pode ser que existam diversas causas que levem as pessoas a se isolarem deste tipo de intimidade. Se trancando em suas conhas e criando assim a frustração.
Vou citar um exemplo que destas causas que perdurou por quase toda a minha via (tenho 28 anos)
Para mim, a causa foi ter sido criado em um lar extremamente religioso que moldou minha visão de que sexo (fora do casamento) é pecado, sujo e imundo. Além disso sofri anos de abuso emocional por parte dos meus pais (e ainda sofro com isso).
Uma vez que alguém se encontra em uma situação dessas, é difícil arranjar uma solução fácil. Tem gente que vai pras drogas e sexo/vida loka, mas que acaba sofrendo por que, pra falar a verdade, sexo não é tudo. o que a pessoa buscava era uma alguém que a aceitasse por completo.
Outras pessoas, como eu, passam a se reclusar e a lutar fortemente contra estes instintos sexuais e a negar a própria vontade.
É tipo como você se obrigasse a fazer um jejum intermitente. Exemplo: "comer apenas uma refeição por dia por 5 anos seguidos".
Certamente será danoso para o corpo, vc vai ficar fraco, zonzo, ter anemia, pior desempenho e tudo mais.
Exceto pelos religiosos mais "birutas" (desculpe se ofendi) ninguém vai ficar 5 anos fazendo este tipo de jejum.
Então, voltando ao meu caso (que certamente é compartilhado por algumas pessoas com frustração sexual):
Ao ser criado neste ensino religioso Eu aprendi que:
Isto sem falar nas outras áreas da vida (mas este post já tá gigante)
Observando estes pontos, qualquer um consegue entender por que eu nunca namorei e nunca fiz sexo.
Esta vontade não era minha. eu tinha desejo de buscar felicidade ao lado de uma mulher.
Esta vontade foi imposta a mim (e vários outros jovens da minha igreja. Muitos, ainda virgens e com a minha idade).
Foi inculcada na minha cabeça. Foi uma lavagem cerebral. Também foi defendida por minha mãe.
Logo, eu, com 16 anos, tinha medo de namorar e correr o risco de levar esporro de meus pais. Eu não tinha coragem de levar uma garota pra minha casa. Na verdade, eu raramente levava amigos pra minha casa (mas aí é por causa de outros problemas).
Nestes ultimos 4 anos, eu comecei a mudar
Primeiro, eu fui perdendo a fé nas coisas da igreja de pouco a pouco.
Por incrível que pareça, o motivo não era as coisas que escrevi acima. Eu perdi a fé justamente por ler a bíblia, orar e por ir nas atividades da igreja.
Com a gradativa perda da minha fé. de pouco a pouco, fui reavaliando minhas "filosofias de vida" e todos os conceitos que eu tinha. mutos desses novos conceitos eu adquiri por mídias (livros, tv, algumas músicas) e graças a algumas comunidades no reddit.
Um dos conceitos passados que eu perdi, foi essa "pureza sexual"
Teve várias influencias para isso, mas o anime Dororo (2019) tem uma cena realmente chocante e que me fez realizarr o quão estúpido é isso de dizer que uma mulher que teve vida sexual ativa é nojenta e impura. (mas vou evitar os spoilers)
Presente:
Neste ano, entrei em um grupo do Discord que tinha acabado de ser criado. Grupo pequeno. razoavelmente fechado e certamente seguro (ou seja, tolerancia zero contra trolls)Neste grupo, a galera conversava sobre o tema principal, mas também tinha canais para publicar fotos/selfies em geral.
Decidi publicar uma selfie lá.
Passado uns dias, uma garota de lá disse:"Achei seu cabelo lindo! seria muito estranho se eu dissesse que quero passar a mão nele?"
Aí com mais um tempo de conversa, a gente começou a namorar.
É namoro a distância? é!
Pode ser que dê em nada? Sim! (Foda-se!)
Mas depois de todos estes anos me repreendendo, tentando fugir da realidade. Todos estes anos fugindo dos meus desejos...Eu finalmente estou namorando, me abrindo com uma garota, e vendo ela se abrir comigo (no sentido emocional).
Sinceramente. Estou feliz! Me sinto motivado!Quero mudar pra onde ela mora!
(Na verdade eu já planejava mudar pra lá, Mas agora estou bem mais motivado)
submitted by Jaozim_capixaba_VV to desabafos [link] [comments]


2020.07.26 07:48 Xocolate_Amargo Não sei q p*ha sou e minha relações familiares.

Oi ser humano do outro lado, vou me chamar de Xoco nesse post, e tds os nomes fictícios.
(Só um ponto: meu pai tem 8 filhos e eu n conheço tds, acho q nem ele)
Uma explicação rápida sobre minha família: Meus pais estavam quase se separando qnd nasci, só servi pra segura-lós por mais 8 anos (¯_(ツ)_/¯).
Depois do divórcio, meu pai ficou com minha guarda e de meus 2 irmãos mais velhos, assim sendo: Yui (13 anos), Yva (10) e eu 8.
 Minha mãe tem um problema de coluna q a incapacita de trabalhar com carteira assinada, resumo: ela se vira com bicos e 1 aluguel. 
Tenho uma irmã de 30 anos (K, só k pq ela é o oposto de uma Karen) ela não ODEIA minha mãe... Mas não gosta dela pq qndo minha mãe tinha 17 (grávida do Yui), foi morar com ela, q tinha 12/13 e meu pai, na casa dele. (a K é minha irmã de outro casamento) e minha mãe tinha TOC, então a Eva (minha mãe) era mto chata. um irmão de 21 (vamos chama-ló de Wall. Não sou tão próxima dele quanto da K.) e vejo ele menos q o Leon achando um Porigon.
Meu pai é das antigas, ele não diz que é homofóbico, mas é do tipo "Sem preconceito, mas..." ou dizer "Morde-Fronha", "Bicha/Bichõna"...
Minha mãe não é tãaao das antigas, porém não gosta que eu use roupas q ela diz ser de menino, e diz que por ser menina devo usar roupa "de menina", me maquiar e talz; assim como minha madrasta.
Depois do divórcio meu pai teve alguns namoros, e ele namora atualmente a Nie (minha madrasta) a dois anos (namoro mais duradouro desde o divórcio em 2014/2015)
Ela tem três filhos:
★Price: uma menina mimada pela avó e desorganizada pra kssete (queria estar exagerando). (11 anos)
★Itachi: Grita toda hr por causa de jogo, sempre deixa a mesa da cozinha suja com as louças que ousou pro café/almoço e não retira a mesa. (Aqui em casa cada um lava oq usa e tem que retirar a mesa se é o último) (16 anos e menino)
★Tasmanha: um molequinho de 9/10 anos que destrói td que toca por que sabe que vai ganhar um novo. Sempre mente qnd pode pra se safar e acaba ferrando os outros por isso. Grita alto e agúdo td hr, e faz xixi na cama td dia.
(Um ponto forte é que eu e meus irmãos Yui e Yva perdemos a confiança no nosso pai dps q ele quebrou várias promessas importantes pra nós de uma vez só, por puro egoísmo e dps agiu como se nada tivesse acontecido, nós só fingimos de volta. Pelo fato de eu e K temos uma alta diferença de idade, não somos tão próximas qnt eu queria. Ela tem um esposo e duas filhas, não tão importantes pra história. [Ela tmb já perdeu 2 bbs]).
Tem muita história, porém é te que eu consigo resumir. 
Ps. Atualmente Yui tem 19 anos, Yva (comunidade n permite dizer) e eu (comunidade n permite dizer).
Personagens introduzidos, vamos a história:
Nunca gostei de me maquiar e usar roupas "de menina", acho até legal as vezes qnd tô sozinha, eu fico tipo: "Nossa, que legal, mas isso incomoda pra krl..." Como uma vez que eu avia me maquiado (pq minha madrasta insistiu) e Yva me disse:
—Nss, vc tá muito bonita! Kkk –Pô, valeu! Kk E eu fiquei: "Isso foi um elogio... Pq machucou tanto?!" Eu gostaria de me entender. Entender pq de uma hr pra outra me senti mal com um elogio?! Isso aconteceu a um tempão e eu nunca esqueci. Gostaria de ser tratada como meus irmãos, jogar jogos e me divertir como eles. De uns tempos pra cá venho me questionando mto sobre minha sexualidade e gênero. Desde que me lembro sempre fui fã de vestir roupas "de menino" e jogar jogos "de meninos". Sempre odiei estar conversando com as garotas sobre as coisas que considerava superficial, como os draminhas e outras idiotices. Por conta disso as meninas raramente brincavam/conversam cmg. E os meninos não querem estar cmg pelo fato de eu ser uma garota... E nunca me senti desconfortável qnd se dirigiam à mim como "ele". (Não que eu me sentisse desconfortável com "ela".) Eu antes de conhecer o conceito trans/gênero fluído queria cortar meu cabelo longo bem curtinho e andar em meio a pessoas desconhecidas, pra fazer amigos usando uma indentidade masculina. A um dia eu conversava com meu irmão sobre um anime e chegamos ao assunto sobre nossa relação familiar. Como qualquer adolescente meus irmãos já tomaram cerveja e outras bebidas alcoólicas por estimulação dos tios da família. Enquanto eu... Aaah não-- O mas importante é que falamos sobre os rolês deles (Yui, Wall, Yva e seus miguxos) e eu disse: —Tenho certeza que se eu fosse um garoto vcs me envolviam, né? Kkk 
E ELE NEM NEGOU, só mudou de assunto
Mas oq me irrita não é só não poder pedir ajuda pra minha família por medo do possível clima depois (principalmente pq sempre denfendi a comunidade LGBTQ+ mesmo antes de me descobrir nela, e sei que eles diriam coisas do tipo "sempre soube, kk" que me machucariam mto, pq eles me jugariam como lésbica [já até fazem as vezes] por causa disso, oq nós leva ao próximo tópico) E sim o fato dos meus parentes mais próximos sempre se referindo ao futuro dizendo que vou casar e tal, mesmo eu já negando meu desejo por uma festa estúpida feita apenas para unir recursos, algo que de certa forma foi cultivado até hj. Não quero assinar um papel pra mostrar o quanto amo uma pessoa. Isso é ridículo. Menos festas de despedidas de solteiro. Elas são legais. (já pararam para pensar que se chama despedida de solteiro quando você está namorando¿?)
Sexualidade. Mano... Eu não tenho nenhum desejo carnal. E estaria td bem se derrepente: boom! Começo a sentir sexualmente atraída por alguém?? Então percebi q sou demissexual. (Mas apenas pelo sexo masculino.) 
Eu queria explicar mais do meu ponto de vista, pra dar sentido ao q falei das pessoas, porém o post seria enorme :') Talvez eu faça uma continuação e explicando td que ficou de fora, inclusive o pq não desabafei com a K ou algum 'amigo'. É só isso, não sei se sou uma tomboy, gênero fluído, ou um trans. :')
Obrigado por lerem! 
submitted by Xocolate_Amargo to desabafos [link] [comments]


2020.06.24 22:52 anaa3009 Sou babaca por não falar mais com meu primo por ele terminar com a namorada dele?

oi lubisco, editores maravilhosos e turma que estar a ver. Vim contar esse barraco que aconteceu na minha família no íncio do ano. Eu vou contar na versão minha e de minha prima pq nos éramos as mais próximas desse primo(ele tem 26, minha prima 21 e eu 15 e msm sendo mais nova eu sempre fui muito próxima deles principalmente por esse primo ser meu vizinho) eu gostaria de intitular essa história como: Também quero agredir ela, mas deixo pra você
A história começa quando meu primo estava namorando uma garota, vou chamar ela de Carls, e eles namoram desde que eu me lembro, tanto que eles estavam noivos(o namoro deles durou uns 8 anos). Mas antes do casamento eles decidiram criar um cantinho so pra eles então meu tio deu um terreno pra eles e lá eles começaram a construir sua casa. Desde sempre minha mãe e eu éramos muito amigas da Carls, pois ela já foi assistente da minha mãe e brincava comigo a uns anos atrás. A história começa no fim do carnaval quando eu e essa prima minha vimos umas fotos e publicações estranhas desse primo, logo criamos a teoria de que ele é a Carls haviam terminado. Não muito tempo depois, descobrimos que eles realmente haviam terminado. Eu e essa prima achamos que foi por traição(por conta de umas publicações dele, foi mt estilo FBI) mais descobrimos que foi algo bem pior. Descobrimos que esse primo pediu um tempo com a Carls, literalmente nos últimos dias do carnaval e logo depois saiu em um bloquinho com seu irmão mais velho e lá ele tinha se encontrado com outra garota e ficado com ela. Assim, descobrimos algumas coisas, no últimos(pelo que sei até agr) 3 anos de relação, ele estava traindo a Carls e enganando ela, fazendo ela pagar viagens e até coisas sobre o terreno da "casa" deles. Para piorar minha tia sabia e estava encobrindo tudo, o que gerou muita briga. Como disse, a Carls era muito amiga minha e da minha mãe então ela veio aqui em casa e explicou tudo, um dos amigos do meu primo contou tudo pra ela é mostrou provas também, depois disso meu primo até tentou reatar o relacionamento mas obviamente não deu certo. Rolou muita briga pois ela tinha gestado muito dinheiro com ele e agora ele teria que vender o carro pra conseguir pagar. Achamos que tudo tinha se resolvido, meu primo já não participava das festas em família e hoje ele faz festas ignorando a quarentena(mesmo morando ainda com os pais). Mas agora eu e minha prima não sabemos o que fazer pois a amante mais antiga dele, que ele estava namorando desde o fim do ano passado( e que sabia que na época ele namorava a Cals) agora e sua atual namorada. E óbvio que eu como amiga da Carls já não gostava da garota mas tentei ser simpática mesmo assim, tentei puxar assunto sobre livros, séries e filmes que são as coisas que mais amo e ela simplesmente não gostava de nenhum, cheguei a puxar o assunto de carros antigos que e um assunto que eu,meu pai e meu primo amamos e mesmo assim ela não conversava e não mostrava interesse nenhum de conhecer o resto da família. Eu realmente não quero ser grossa então comecei a só dar um "oi" ir embora pq estar perto deles era muito desconfortável, e essa prima minha está decidida a partir pra agressão se necessário(o que ainda não aconteceu graças a mim, por isso acho a garota muito sortudade de não conhecer ela ainda). Meu pai acha essa nossa atitude muito babaca e acha uma falta respeito(sim, nisso tudo meu pai estava do lado do meu primo) e por isso era pede para que a gente trate ela igual a Carls o que é impossível para mim e para minha mãe e minha prima. Essa foi a história lubisco e turma e desculpa pelo texto longo e me ajudem, sou babaca por ignorar eles e não tratar ela igual a Carls?
submitted by anaa3009 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 20:43 Wooden_Statistician3 Tudo que falo só piora e só queria que voltasse a ser como era antes

Desabafo. Há alguns meses casei, depois de menos de um ano de namoro. Apressado? Com certeza. Mas as circunstâncias meio que pediam. Ela veio de uma família extremamente quebrada e tóxica. Vivia sozinha há alguns anos, dependendo de auxílios de faculdade, parentes que só sabiam reclamar de estar ajudando, etc. Ela tem depressão profunda, e não tinha nem como se tratar.
Quando a conheci ela estava namorando, mas um namoro só de fachada, pois na verdade ele era abusivo e não deixava ela terminar, sob ameças contra a própria vida por parte, e à vida dela por partes de parentes dele. Durante boa parte da sua vida, a chamaram de feia, estranha, etc. Na faculdade as coisas mudaram, e começaram a enxergar a sua beleza, ficou com vários, mas sua auto-estima baixou tanto ao longo da vida que ela aceitou namorar com essa cara, sem nunca de fato querer, e acabou presa nesse relacionamento por mais de 2 anos.
Eu só tive uma namorada, há mais de 10 anos, e um crush forte até alguns anos atrás, o qual acabou em inimizade total. Sempre percebi que não era interessante pra nenhuma garota, na aparência, e nunca tive qualquer desenrolar pra "chegar". Depois de namorar, tomei gosto, e tentava. Porém do meu jeito tímido e, claro, ineficiente. Anos disso me fizeram perceber que não havia porque eu ficar insistindo em "achar alguém", se fosse acontecer seria no dia-a-dia normal, ou quando eu realmente me melhorasse como pessoa. Foquei então na minha educação e no profissional.
Um dia ela, ainda em namoro abusivo, falou comigo pelo Whatsapp, tarde da noite. O meu racional dizia pra eu ir dormir, pois a pessoa responsável e profissional dorme cedo e acordar cedo (ou assim deveria, pelo que dizem). Mas algo me fez querer falar com ela, mesmo que ainda de forma um tanto fria, admito. Papo vai, papo vem. Como parecia ser só uma amizade, eu falei abertamente com ela, inclusive quando ela perguntou de relacionamentos/crushes passados.
Semanas depois, ela termina o namoro e diz que gosta de mim. Pela primeira vez em muitos anos volto a sentir aquilo que senti no primeiro namoro. E ficamos, e namoramos, e tudo foi muito intenso. E então casamos, para que ela pudesse ter acesso ao meu plano de saúde como dependente e tratar, principalmente, da depressão, pois várias noites a vi chorar pelo seu passado que ainda atormenta o seu presente: ela não consegue nem mais estudar e boa parte das tarefas domésticas ficam pra mim. Mas havia tudo pra melhorar, não havia? Infelizmente, tudo mudou um dia.
Ela acordou e disse que sonhou que eu falava que eu achava aquele meu crush forte (Fulana) de alguns anos antes mais bonita que ela. Depois de algumas horas, como se perguntasse algo banal, ela perguntou se achava mesmo. O problema: eu considero a Fulana bonita, mesmo nível, mas o sentimento que existe é pela minha esposa e, obviamente, ela me é "a mais bonita". Mas ela não aceitava esse tipo de resposta, ela queria que eu respondesse de forma crua. Eu, que sempre procuro ser honesto, correspondi. Como considero as duas de mesmo nível, foi difícil. Conseguia lembrar de momentos onde uma estava mais bonita que outra, mas não chegava a "vencer". Uma certeza eu tinha, e continuo tendo, minha esposa tem a maior capacidade, ou seja, consegue ser a mais bonita. Mas ainda assim minha resposta não foi suficiente: ela dizia que eu estava enrolando, com medo de dizer a verdade. Não entendi do que deveria ter medo afinal, pra mim, a resposta mais direta e crua não fazia a menor diferença nos meus sentimentos para com ela. E, se eu estivesse raciocinando direito eu teria percebido a armadilha bem ali na minha frente, mas eu caí nela quando ela novamente exigiu a resposta direta e crua: ou ela ou a Fulana. E eu falei a Fulana.
E, de repente, ela começou a me atacar. Dizendo que eu acho a Fulana "linda e maravilhosa" e ela feia (quando pra mim ambas tão no mesmo nível, e pra mim ela vai ser sempre a mais bonita, pois é ela que eu amo). Que meu sonho era que tivesse dado certo com a Fulana, mas que ela foi o que deu (quando ela, e somente ela, que conseguiu reacender meus sentimentos, mesmo quando tudo dizia que não valia a pena sonhar com isso (afinal ela tinha namorado, etc.). Eu tentava explicar meus sentimentos, mas nada adiantava. A frustração, a angústia tomou conta e então, a raiva. Raiva de como algo que estava morto no passado, voltou pra me assombrar. Raiva de que algo completamente irrelevante no meu presente, e portanto nosso presente, estava ali, destruindo nosso casamento. Pois ela começou a querer ir embora, anular casamento, se separar. E na tentativa de melhorar as coisas, eu sempre piorava. Acabei falando palavras (que pra mim não teria tanto significância se ela dissesse), mas infelizmente pra ela tinha: disse que ela estava sendo "idiota" por insistir tanto nas afirmações desses ataques e desconsiderar completamente o que eu sinto e falava. Só estava tendo "amenizar" a situação, segundo ela. E que no fundo, eu queria alguém """melhor""" que ela.
Isso foi uma tarde. Ela eventualmente parou quando percebeu o quão mal eu estava. E claro que eu estava. A pessoa que eu amo e por quem eu faço tudo, praticamente "inventou" um motivo pra me atacar. E daí que numa análise crua e racional, naquele ponto específico da história, a Fulana havia "vencido" no concurso de beleza entre as duas. Grande bosta. Minha esposa continuava sendo bonita, e pra mim e meu amor, a mais bela. Era ela que realmente havia gostado de mim, era ela que quis casar comigo, era ela que me acompanhava nos filmes de sábado à noite, era ela com eu me via vivendo pra sempre do lado. E de repente, parecia que nada mais disso iria se tornar realidade e por quê? Por algo que nem ao menos mudava o que eu sentia em relação a ela e nunca iria.
Durante o final da noite, eu tentei dormir, mas não conseguia. Tentei assistir vídeos de "como lidar com a pessoa amada em depressão". E ela começou a chorar do meu lado, muito. Larguei o vídeo, abracei-a. E ali as gentes se aceitou novamente. Ou assim parecia, porque poucos minutos depois, ela pergunta, inocentemente, se eu acho minha irmã mais bonita que ela. E o fato é, se eu dissesse que não seria uma bela duma mentira, e mesmo que eu achasse, ela diria que eu estava falando aquilo só pra agradar. E eu, O idiota, achando que estava tudo bem de novo, respondi que sim. E novamente ela começou a me atacar. E POR CAUSA DA MINHA IRMÃ!?
Atualmente eu me considero forte pra aguentar essas coisas, mas não dava mais. Ela quebrou minhas defesas com esses ataques. E tudo que ela me falava soava como "EU TE ODEIO". E eu aceitei esse ódio dela, pois, afinal, ela devia estar certa. Eu sou uma pessoa com 30 anos, aparência ok, mas que não tem amigos e só teve uma namorada antes dela. É óbvio que tinha algum problema, o problema de que eu era detestável. Eu sempre tentei demais ser prestativo e tudo mais, mas quando o assunto são sentimentos eu nunca consegui transmitir isso. Abraço minha mãe quatro vezes ao no: aniversário dela, o meu, dia das mães e natal. Sempre um abraço bem "desengonçado". Eu noto isso, mas sempre foi assim, e eu não sei mudar. Eu sei o que eu sinto, mas minha demonstração é e sempre vai ser insuficiente. E por isso todos ou acabam por me detestar ou se afastar de mim. Mas eu realmente pensei que com ela seria diferente.
Alguns dias se passaram e as coisas até foram melhorando. Até que cai tudo de novo. Ela conta pra uma pessoa, que mal conhece, que eu achava que ela na praia não ficava tão bem quando dentro de casa. Sim, eu havia falado algo do tipo, quando no começo da discussão ela pedia pra eu ser mais direto. Oras, ela tem umas manchas, gordurinhas a mais, etc. do que a fulana. Eu me sinto menos bonito do que um cara que não é assim, mas nem por isso me acho feio, ou ache vou sempre ser inferior. É só eu cuidar disso. E se não cuido, é porque tenho outras prioridades. Da mesma forma com ela. Não acho ela feia, nem menos bonita, só relatei o óbvio. E se ela não quiser cuidar, ou não conseguir cuidar, não é problema pra mim. Eu casei com ela pelo pacote completo. E assim como eu, ela também vai com o tempo perder pontos na aparência. E assim como eu, espero que ela ainda me ame, ainda me ache bonito, com eu continuarei amando ela e achando bonita. Mas não importa eu falar isso. Pois ela quer sempre dizer que tudo isso que eu falo é balela, enrolação, agrados, etc.
Pelo meu jeito detestável de demonstrar sentimento ela perdeu totalmente a confiança nos meu sentimentos, a ponto de nada o que eu falo valer mais. Ou talvez, no fundo, ela espera que eu seja pra sempre tão bonito quando ela acha atualmente, e quando eu não foi mais, ela vai me trocar por alguém que envelheça melhor. Mas se eu falo isso pra ela, ela bate o pé pra dizer que pra ela é completamente diferente, que o sentimento dela é real, mas que o meu? O meu é de mentira, porque assim ela decidiu. E ela ainda diz que eu mereço alguém ""melhor"". Mas o fato é, que ela se estiver certa, o que eu mereço é desaparecer. Pois o meu eu que ela odeia, é o único eu que existe. E se ela não é capaz de amar esse meu eu, e insiste em brigar, está mais que na hora de ela admitir o que está bem na frente dela: ela não me ama. Não mais. Só espero que não tenha sido nunca. Porque pior que ver tudo se destruindo e não poder fazer nada, pois nada do que eu falo impede, pelo contrário, piora, e ficar calado não é opção, então que pelo menos não tenha sido tudo uma mentira.
E hoje ela do nada veio falar que tá com medo de engordar, pois, segundo ela, eu falei que iria querer outra se assim acontecesse. Eu nunca falei isso, assim como nunca falei outras coisas com as quais ela vem me atacando. Mas o pouco que eu digo, se transforma num muito na cabeça dela. Eu não aguento mais. Eu peço pra ela parar, mas ela insiste em, nas palavras delas, "me colocar contra a parede pra botar as verdades pra fora". Mas do que adianta isso, quando ela já decidiu o que é verdade e o que é mentira? Nada, e por isso eu só queria que ela parasse. Que não pelo amor que ela supostamente sente por mim, mas pelo menos em consideração a tudo que eu fiz por ela.
Pois agora eu já não sinto nada. Um nada que não me permite nem ao menos dizer o que sinto por ela. Mas enquanto eu quero acreditar que ainda amo ela, ela insiste. Eu novamente pedi pra ela parar, e afirmei que não sei mais se gosto dela, mas que se ela realmente me ama, ela tinha que parar, e me deixar sentir novamente. Mas meu medo é que ela continue (ela está passeando com uma amiga nesse momento), pois se ela continuar o pior vai acontecer. O amor vai virar ódio. A vida vai virar morte. Figurativamente (apesar de temer, e muito, que aconteça literalmente para ela).
submitted by Wooden_Statistician3 to desabafos [link] [comments]


2020.06.21 02:10 thoommaaron Vc me conhece a anos e vai em trocar Assim ? .. Eu fui o Babaca ?


Olá lubaa, editores, gatas e turmas que está a ver...(Sou nordestino tia carsminha)Title : Vc me conhece a anos e esta me trocando por alguém que conhece a meses...Essa é uma mistura de Nice guy tbm, Então sou Thomas Aaron Tenho 21 anos moro em Salvador BA, eu sou uma pessoa carismática então conheço muitas pessoas por jogos online e na vida real tbm, eu conheço a pessoa a 10 anos amigos de infância vamos chamar ele Carls, A 4 anos atras chamei Carls para jogar online comigo um joguinho online LOL ,sendo como sou chamei ele para jogar apresentei pessoas para jogar com agente ele as conhece-las tbm . o tempo passou e eu reduzi meu tempo de jogatina pois sou pai e eu não moro com meus pais e el conheceu pessoas novas e ele me apresentou duas pessoas que a Darls e a Farls duas ótimas pessoas que falam comigo sempre o Carls ele tem um ego imenso por achar ser melhor que todos mais esforçado quando quer provar para alguém que ele é melhor e quando ele vê que não tem como ele desiste e descarta as objeções e objetivos eu me tornei amigo da Darls e da Farls jogando com essas pessoas com frequência !! e um dia de domingo eu decidi entrar para jogar e a Darls me chama com ele o Carls na sala para jogar ,e ele estava la e pouco segundos depois saiu alegando para ela que não ia jogar mas e ela sendo minha amiga falou que eles estava "Namorando" eu parabenizei e dei dicas pois conhecia o Carls a 12 anos... jogamos horas passou ela saiu e ele me chamou para jogar e ele e a Farls entrei falei com eles e jogamos, pouco tempo ele saiu para comer ea Farls falou que estava namorando com o Carls e eu pensei (como assim ele não esta namorando a Darls) como pode isso ... eu sendo muito amigo da Darls pensei falo com ela ou deixo quieto, deitei com minha esposa e Perguntei se deveria contar minha esposa falou que sim pois ninguém deveria passar por isso pois não é legal e fomos dormir..
No dia Seguinte: quando acordei eu estava e folga e entrei no discorde onde tinha 45 mensagem da Darls falando que tinha descobrido da farls e ela tava P*@$ da vida por ser engana ela descobriu que ele pediu as duas em namoro no mesmo dia e que ele não tinha nem trocado o contesto da frase e que tinha usado as mesmas palavras !!! ele tinha dois grupos diferentes onde jogava falando com uma e no outro para falar com a outra para não descobrir nessa situação eu aconselhei ela conversar com ele pois jogava com ambos e conhecia ele a mais tempo então só falei para ela
- Fala com ele conversa quem sabe vcs se entendam e fiquem amigos pelo menos !!
Ela se negou de falar com ele, eu entendia claro ela estava irritada e fui falar com ele sobre, ele nervoso por saber que eu sabia falou não fala com essa maluca não essa mulher é doida maluca ela acha que eu tinha algo com ela mais nunca pedi nada para ela ... eu estranhei a maneira dele falar pq ele tava nervoso e fui ate o chat falar com a Farls ela falou sobre a mesma coisa que ele era uma canalha filha da P*@% que ela não queria mais saber dele eu fui falar com o carls Sobre mais ele não argumentava e só falou que elas eram doidas que ele não pediu para namorar ninguém Então fui falar com a Darls ela me explicou e me mando ou print da Farls (Obs:isso aconteceu no ano passado e não tenho mais os prints pq para min era irrelevante mante-los no meu celularmais vou digitar em sequencia oque tinha nas mensagem vou digitar uma vez pq tinha a mesma coisa para Farls e a Darls).Mensagens :
- Carls : Serio eu te amo
- quero vc comigo para sempre
- Dars e Fars : ai que fofo tbm te amo <3 <3 <3 carinha com bucheca vermelha
- Cars : quer namorar comigo ? gosto muito de vc !
-Darls e Farls : sim Quero tbm gosto muito de vc !!!
Desfecho dramático: Eu vendo toda essa situação fui falar co m a farls e ela me mandou os mesmos prints e claramente afirmava que ele estava engando as duas, eu fui falar com ele falando que era uma sacanagem que não tinha necessidade dele estar fazendo pois as duas garotas tinham sentimentos ai ele disse.
- Carls: Então vc vai proteger elas que se conhece a pouco tempo e eu que sou seu amigo a 12 anos vai desprezar.
- Eu : Cara vou sim pq isso não se faz com ninguém ... isso é desprezível.
-Carls: vc quer ficar com elas né só pode ...sempre assim querendo me passar para traz querendo roubar minhas namoradas !! e ainda se diz meu amigo
(Obs : anos atras quando tinhas uns 5 anos de amizade ele namoro uma menina que tinha problemas com a família e se alto mutilava... ele planejava ficar com outra garota na escola tudo escondido ela me perguntou sobre tal ação e confirmei pq fiquei com medo fazer lago como tal pior ela tentou se matar por isso passou u mt empo no hospital depois ele terminou falando que ela era maluca e ela fou que não queria mais ele)Na epoca fiz oque achei certo não poderia deixar ela ser feito de besta daquela maneira.
Eu afirmei logo depois. - Cara deixa de ser idiota sou casado e tenho uma filha não estragaria meu casamento assim .. não que ficar Com "Suas Namoradas" isso é errado e repudiante mulher nenhuma vai querer vc sabendo dessas ações infantis sua
Ele sem algum argumento plausível disse. - vc é uma merda vcs 3 se merecem vcs são burros e troxas . (Claramente um nice guy)
logo apos isso ele foi falar com as minas sobre o ocorrido de 5 anos atras falando que eu queria roubar a namorada a farls mesmo eu não me metendo tanto me bloqueou do Discord e do LOL
a Darls ja sabia sobre isso e conhecia meu irmão que explico como foi a historia e continua falando comigo normal.
Segundo Desfecho dramático: Logo apos isso eu bloqueei o Carls de tudo que era rede social possível e a Darls me chamou para jogar e ai conheci a Tarls A terceira namorada dele que ele pediu em namoro do mesmo jeito sem nem troca as palavras ... a Darls me pediu ajuda para contar e eu e contei a menina ficou [email protected]*& da vida ele entrou na conta dela do discord para me falar algumas coisas mais falei para ele ir chorar no colo da mamãe para ele deixar de ser um garoto nojento e para não me procurar mais .... Eu fui o babaca em me meter defendendo a Darls ea Farls por essa atitude dele ?? ............. Fica minha historia incrível ai luba E editores e a turma toda que esta a ver ! deixem ai oque vcs acham !!! fu i realmente o babaca Bjss Flww
submitted by thoommaaron to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.12 10:11 LinnenYuniPqSim Sou babaca por me apaixonar pela minha melhor amiga ?

Acho que é difícil o Luba ler isso aqui mas ok , me jogo na lava pra me queimar mesmo. Olá Luba , editores , gatas , possível convidado(a) e pessoas da turma que estão lendo.
Bom , eu mudei de escola no terceiro ano do fundamental 1 , atualmente estou no oitavo ano e a minha amiga Esmeralda(vou chamar ela assim pq eu amo esmeraldas , HAH) também está no oitavo e enfim. No quarto ano eu conheci ela e eu realmente fiquei curiosa por ela sabe. Tinhamos os mesmos gostos , tinhamos raiva das mesmas pessoas e ambas nós duas tinhamos ciúmes uma da outra , era meu segundo ano naquela escola e eu ainda era meio tímida , e a minha amiga q tinha entrado na escola junto comigo estava em outro período ou seja , eu estava sozinha , ela desenhava junto comigo também. Enfim , eu e a esmeralda éramos boas amigas , claro , briguinhas bobas de criança como:"VAI LÁ COM A SUA OUTRA AMIGA VAI" Mas tava na cara que a gente ficava de boas depois , o que eu achava muito estranho pq tipo , ela não era de desculpar as pessoas mas comigo ela tava sempre me perdoando. Tá , seguimos do quarto ano até o sexto juntas , eu lembro que toda semana morria pelo menos 2 parentes dela , e era tantas as vezes que ela vinha me falar que as crianças percebiam e ficavam zoando com a cara dela , eu tinha um pouco de medo porque diziam sempre: "Ó Linnen , a Esmeralda tá apaixonada por vc , vive inventando coisa pra chamar sua atenção." Eu comecei a acreditar nas pessoas , até comentava com a minha mãe , e quando eu falei com ela de que a menina poderia estar só querendo minha atenção minha mãe concordou. Nisso eu me afastei dela , eu estava com outra amiga , eu tinha medo dela naquela época , e aí ela focou a vida no amigo dela e mesmo assim ainda tinhamos ciúmes uma da outra. No sexto ano eu perdi todo mundo , eu só tinha ela por perto , eu não conhecia ninguém daquela nova sala , então é , eu voltei a ficar por perto dela. Mas naquele tempo eu estava olhando ela de outra forma , eu notei que precisava dela por perto ou então eu iria morrer sozinha Eu me arrependi de tudo , de todas as vezes que falei mal dela , de todas as vezes que ignorei os momentos que eu podia ter ajudado ela e não ajudei. Eu perdi o foco nos estudos , eu dediquei todo o meu tempo para ela , a todo momento eu estava com ela. Saíram boatos que nós estavamos namorando , era 2018 e ainda tinha aquela polêmica se tivesse casal gay ou lésbico eu negava sempre , mas ela não ligava pra nada e eu nunca notei. Perto de maio , ela começou a namorar aquele amigo dela , mas não deu certo Um dia a irmã dela descobriu que o pai delas não era fiel ao casamento e aí vem o divórcio , junto com isso aquele idiota do namorado dela ficou tirando sarro da cara dela e eles terminaram. Como eu disse , o povo tinha medo dela e ela não tinha boa fama , mas eu dediquei meu tempo todo pra ela lembram ? O ano estava acabando , e ela estava indo pra de manhã no sétimo. Eu conversei com meus pais mas não deu certo Por fim , chegou a porcaria de 2019 , eu de tarde ela de manhã com a nossa outra colega(mais ou menos , a Esmeralda e essa colega tinham brigado no final do ano por causa dos jogos da escola) Enfim , ela saiu da escola e também não respondia minhas mensagens , nem por e-mail , nem instagram , nem amino nem mesmo Whatsapp. Eu estava muito preocupada , eu ia ora escola sozinha pensando nela. Normalmente eu estava neutra a todo momento , não tinha muitas pessoas , eu tinha conhecido umas meninas legais mas não era o mesmo que estar com a Esmeralda entende ? E aí , de repente eu recebo a mensagem dela no amino uns 3 ou 4 meses depois das aulas terem começado Ela estava com um relacionamento virtual , eu tava de boas naquela época eu nunca pensei na possibilidade de eu estar apaixonada por ela. Passou o tempo e aí okei né , eu descobri que sou bissexual , falei isso pra ela e ela disse que também é. Nesse tempo ficávamos ligando uma pra outra todo dia que eu chegava da escola e bem um dia eu pensava nela , outro dia eu ficava louca pra voltar pra casa e ver aquele sorriso e aqueles belos cabelos cacheados escuros e tals E do nada , eu me apaixonei por ela. Junto a isso ela apareceu dizendo que já tinha se apaixonado por mim uma vez mas que tinha muita vergonha de me dizer aí eu me apaixonei por completo e sei lá , um dia ela brotou com um tal de um menino que usava o perfil de Killua. E eles estavam namorando , okei , eu superei o namoro deles. E pra variar não durou nada , eles terminaram em menos de dois meses....E eu decidi dizer o que eu sentia , mas né: "Ah , desculpa , eu te amo sim , mas como melhor amiga , nada mais doque isso" Eu não fiquei louca , eu não briguei com ela , eu só aceitei e disse pra ela que eu entendia , e que eu não posso obrigar ninguém a me amar. Mesmo depois de tudo isso , eu ainda estou amando ela , tendo pensamentos dela por perto , imaginando como vai ser quando nos encontrarmos novamente. Eu sou babaca de mesmo sabendo que ela não me ama continuar apaixonada pela minha melhor amiga ?
View Poll
submitted by LinnenYuniPqSim to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.08 20:08 tapioquinhaBB ROMANCE LÉSBICO COM A SOBRINHA DO PASTOR

Olá Lubx e turmx que está a ver. Irei contar a história do meu namoro lésbico escondido. A história é um pouco longa mas vale a pena. Tenho 17 anos, moro em MT e congrego numa igreja adventista na minha cidade. Minha família toda é evangélica e além disso, eu toco no louvor da minha igreja. Até esse ponto da minha vida, eu ainda achava que era hétero (mesmo no fundo sabendo que não). Então um belo dia eu estava na igreja e de repente uma menina muito gata (MT MESMO) me seguiu no Instagram (o que achei estranho, pois estávamos no meio do culto). Segui ela de volta e já estava meio "hmmmm" das ideias. No dia seguinte ela me chamou no instagram e me mandou um boomerang meio que iniciando uma conversa comigo, e retribuí mandando também, e ficamos nessa. Fomos conversando e conversa vai e conversa vem, reparei que ela estava dando em cima de mim, mas por ser "hétero" eu cortei ela e deixei claro que não queria nada com ela (queria sim). E Luba, ela era muito bonita, MUITO MESMO. E eu sabia que estava a fim dela, mas, como minha família toda é crente e (até meio homofóbica) eu tinha medo do que poderia acontecer. Um belo dia, chorando, ela estava conversando comigo desabafando o quão era ruim ser lésbica e estar numa família cristã, e ter que fingir ser quem não é. Meio que fiquei muito mal e triste por ela e acabei DESABAFANDO pra ela que eu também era lésbica, mas que ela era a primeira pessoa em que eu havia contado isso. Conversamos bastante esse dia, e no mesmo dia eu tive um SONHO com ela (sabe o clipe girls like girls?) Sonhei que nós eramos as duas meninas e que nos beijávamos no final. Eu, uma bela sapatão emocionada, de tanto que tinha gostado do sonho, acabei contando pra ela do sonho. Ela me disse bem brega "é fácil de realizar esse sonho", e acabamos marcando de nos ver no dia seguinte no shopping e FICAMOS em segredo. Quando fui ficar com ela eu pensei "ah, experimentar né, não vai ser nada sério". Depois de ficar, eu estava pensando no nosso casamento KKKKKKKK e o melhor, ela TAMBÉM!!! Depois dessa ficada, fiquei sabendo que essa menina não era nada mais e nada menos do que a SOBRINHA DO PASTOR DA MINHA IGREJA!!!!!! Mas como acabamos nos apaixonando, acabamos namorando e completamos 1 ano de namoro no mês passado (Ps: TUDO EM SEGREDO KKKK) e não, até hoje ninguém descobriu além de uns amigos nossos que sabem.
Extra: Um resumo de uma história que aconteceu durante o namoro - Estávamos nós duas na casa dela e no quarto, conversando e tudo mais (pra nossas famílias, nós duas somos apenas amigas). A mãe e o tio dela estavam em casa na sala, começamos a nos beijar com a porta fechada. Uma hora paramos, e, quando fui agarrar ela e tascar um bjao, a mãe dela abre a porta DE UMA VEZ e só encara a gente por 5 segundos e depois sai. Nos olhamos desesperadas pensando "fudeu" e logo em seguida a mãe dela chamou ela pro quarto pra conversarem e ela TRANCOU A PORTA e fiquei sozinha sem saber o que fazer no quarto dela durante 15 minutos, tempo depois, a minha namorada volta chorando e eu pensei MEU DEUS FODEU MESMO. E, adivinha KKKKKKK Ela me contou que a mãe dela tinha brigado com ela e falado que "nunca viu amiga alisando amiga" e que ia me levar pra casa e ia ter uma conversa séria com ela, foi então que a a minha namo teve a brilhante ideia de falar: "Mãe, por favor, pare, acredite em mim, eu estava muito triste porque hoje é o meu aniversário e eu lembrei do meu pai, eu comecei a chorar e a (eu) começou a me consolar, e me abraçou tentando me acalmar". A mãe dela acreditou e elas começaram a entrar numa conversa super profunda sobre o pai dela, que tinha morrido, e acabou que ficou tudo bem. Mas, até hoje o clima comigo e a mãe dela é meio estranho. E foi assim que a minha namorada conseguiu livrar a gente de uma, citando o PAI MORTO como desculpa. Aiai Meio grande a história mas, espero que gostem, principalmente as sapatão emocionadas q amam um romance lésbico. Abraçoooo
submitted by tapioquinhaBB to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 03:08 BethNina 3 Triângulos Amorosos

Oi, gente linda do canal! (Ah, não, pera)
Galera, essa história é bem longa e começou há uns 2 anos (é. Não acabou ainda, mas nós vamos chegar lá).
Então, era um momento lindo da vida em que nós ainda podíamos sair de casa. Eu estava solteira há bastante tempo e meu hobby era usar o Tinder para conversar com as pessoas e, quem sabe, encontrar alguém legal pra amarrar meu jegue.
Match vai, match vem, acabei conhecendo não só uma, como DUAS mulheres que eu achei maravilhosas. Além de lindas e o papo era beeem massa. Vamos chamar uma de Carls e a outra de Larls.
Como a solteirisse é terra de ninguém, acabei saindo com as duas.
O detalhe: a Carls é CASADA com um HOMEM 15 anos mais velho. E a Larls estava envolvida também com um HOMEM (casado e também muitos anos mais velho, diga-se de passagem tb).
A Carls tentava me convencer de sair com ela e o marido. Só que eu não estava nessa onda, e falei que se ela quisesse sair comigo, ok. Senão, seriamos só amigas mesmo.
Enquanto isso, eu saía com a Larls e a gente se divertia bastante. E eu fui bem clara com as duas que eu não era exclusiva. Cada uma sabia da outra. E tava tudo ok.
A Larls cozinhava para mim, ia comigo ao cinema, e era realmente bacana. Só que as duas ficavam com muito ciúmes uma da outra (não julgo, pq eu também tinha ciúmes das duas com os caras). Inclusive, ela tinha ido até o hospital me levar comida quando eu tive uma crise de enxaqueca. Ela acabou conhecendo meu pai, minha mãe e meu irmão naquele dia.
Já a Carls me levava para almoçar e talz, só que sempre às escondidas, super rápido, coisa de no máximo de 1h a gente se vendo. Ela ficava sempre bastante nervosa perto de mim, sempre olhando para os lados e analisando ao redor. Foi aí que eu descobri que o marido dela foi diagnosticado clinicamente como PSICOPATA. E, adivinhem: ela tem porte de arma. E ela tem uma arma em casa!
Passou 1 mês e a Larls me mandou mensagem dizendo que, para ela, já não dava mais. Só que eu fiquei desesperada, porque eu realmente gostava dela. Acabei tomando minha decisão: fui até a casa dela e a pedi em namoro.
Aí no meio daquela emoção de começar um namoro, minha irmã me liga pedindo para buscá-la no Outback. Ela tinha começado o namoro com uma menina no mesmo dia.
Chamei ela pra ir comigo. Enfim... Minha mãe era meio homofóbica naquela época, então quando chegamos na minha casa, foi uma situação meio tensa.
Passadas 2 semanas, a Larls ainda estava muito ciumenta da Carls (a gente ainda conversava, mas eu realmente não estava ficando com ela). Até que eu não aguentei mais e terminei o namoro.
A Carls falou que ia largar do marido e acabamos "namorando" por um mês (mas foi tudo virtual, pq ela estava em outro estado com o marido e a enteada).
Quando ela voltou, as coisas estavam estranhas entre a gente. Resultado: ELA VOLTOU COM O MARIDO!
Foi uma baixaria só... Ela começou a me mandar mensagens no Instagram. Bloqueei. Facebook, bloqueei. WhatsApp, bloqueei. BLOQUEEI EM TUDO QUE EU LEMBRAVA.
Até que um belíssimo dia ela me manda um e-mail me pedindo dicas de trabalho (eu trabalho com marketing digital) porque ela tinha arrumado um emprego como assistente jurídica em uma empresa com foco em atendimento digital.
Respondi e depois mais nada.
VEY, A GURIA COMEÇOU A FAZER SPAM NO MEU E-MAIL COM MENSAGENS. Eu respondi ela desabafando toda a minha revolta que estava entalada.
Eu tive que bloquear ela do meu FUCKING E-MAIL.
Passaram vários meses e, depois de ter me restabelecido emocionalmente, acabei procurando a Larls para pedir desculpas porque eu tinha sido babaca com ela (eu sei que eu não deveria te continuado a conversar com a Calrs depois que começamos a namorar).
Acabamos voltando a conversar e as coisas foram fluindo bem mais naturalmente. Até que um dia convidei ela para ir comigo no casamento de um amigo e, como meus pais e meus irmãos estavam viajando, a minha AVÓ me ligou pedindo para eu levar minha amiga para dormir lá em casa e eu não ficar sozinha.
Bom... Acabamos ficando.
E uma semana depois estávamos namorando. Isso foi em novembro de 2018. Quando foi no carnaval de 2020 fomos morar juntas.
Acabamos de completar 1,5 de namoro. A Larls esteve comigo quando perdi meu avô em abril e meu pai em julho. Hoje ela conversa mais com a minha mãe e a minha avó do que eu kkkkkk
É isso, turma.
Estou anexando alguns prints dos e-mails com a Carls pra vocês verem que não é fake:
https://imgur.com/a/QUoIxIF
submitted by BethNina to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 20:35 thoommaaron Vc me conhece a anos e vai em trocar Assim ? .. Eu fui o Babaca ?

Olá lubaa, editores, gatas e turmas que está a ver...(Sou nordestino tia carsminha)Title : Vc me conhece a anos e esta me trocando por alguém que conhece a meses... Então sou Thomas Aaron Tenho 21 anos moro em Salvador BA, eu sou uma pessoa carismática então conheço muitas pessoas por jogos online e na vida real tbm, eu conheço a pessoa a 10 anos amigos de infância vamos chamar ele Carls, A 4 anos atras chamei Carls para jogar online comigo um joguinho online LOL ,sendo como sou chamei ele para jogar apresentei pessoas para jogar com agente ele as conhece-las tbm . o tempo passou e eu reduzi meu tempo de jogatina pois sou pai e eu não moro com meus pais e el conheceu pessoas novas e ele me apresentou duas pessoas que a Darls e a Farls duas ótimas pessoas que falam comigo sempre o Carls ele tem um ego imenso por achar ser melhor que todos mais esforçado quando quer provar para alguém que ele é melhor e quando ele vê que não tem como ele desiste e descarta as objeções e objetivos eu me tornei amigo da Darls e da Farls jogando com essas pessoas com frequência !! e um dia de domingo eu decidi entrar para jogar e a Darls me chama com ele o Carls na sala para jogar ,e ele estava la e pouco segundos depois saiu alegando para ela que não ia jogar mas e ela sendo minha amiga falou que eles estava "Namorando" eu parabenizei e dei dicas pois conhecia o Carls a 12 anos... jogamos horas passou ela saiu e ele me chamou para jogar e ele e a Farls entrei falei com eles e jogamos, pouco tempo ele saiu para comer ea Farls falou que estava namorando com o Carls e eu pensei (como assim ele não esta namorando a Darls) como pode isso ... eu sendo muito amigo da Darls pensei falo com ela ou deixo quieto, deitei com minha esposa e Perguntei se deveria contar minha esposa falou que sim pois ninguém deveria passar por isso pois não é legal e fomos dormir..
No dia Seguinte: quando acordei eu estava e folga e entrei no discorde onde tinha 45 mensagem da Darls falando que tinha descobrido da farls e ela tava P*@$ da vida por ser engana ela descobriu que ele pediu as duas em namoro no mesmo dia e que ele não tinha nem trocado o contesto da frase e que tinha usado as mesmas palavras !!! ele tinha dois grupos diferentes onde jogava falando com uma e no outro para falar com a outra para não descobrir nessa situação eu aconselhei ela conversar com ele pois jogava com ambos e conhecia ele a mais tempo então só falei para ela
- Fala com ele conversa quem sabe vcs se entendam e fiquem amigos pelo menos !!
Ela se negou de falar com ele, eu entendia claro ela estava irritada e fui falar com ele sobre, ele nervoso por saber que eu sabia falou não fala com essa maluca não essa mulher é doida maluca ela acha que eu tinha algo com ela mais nunca pedi nada para ela ... eu estranhei a maneira dele falar pq ele tava nervoso e fui ate o chat falar com a Farls ela falou sobre a mesma coisa que ele era uma canalha filha da P*@% que ela não queria mais saber dele eu fui falar com o carls Sobre mais ele não argumentava e só falou que elas eram doidas que ele não pediu para namorar ninguém Então fui falar com a Darls ela me explicou e me mando ou print da Farls (Obs:isso aconteceu no ano passado e não tenho mais os prints pq para min era irrelevante mante-los no meu celularmais vou digitar em sequencia oque tinha nas mensagem vou digitar uma vez pq tinha a mesma coisa para Farls e a Darls).Mensagens :
- Carls : Serio eu te amo
- quero vc comigo para sempre
- Dars e Fars : ai que fofo tbm te amo <3 <3 <3 carinha com bucheca vermelha
- Cars : quer namorar comigo ? gosto muito de vc !
-Darls e Farls : sim Quero tbm gosto muito de vc !!!
Desfecho dramático: Eu vendo toda essa situação fui falar co m a farls e ela me mandou os mesmos prints e claramente afirmava que ele estava engando as duas, eu fui falar com ele falando que era uma sacanagem que não tinha necessidade dele estar fazendo pois as duas garotas tinham sentimentos ai ele disse.
- Carls: Então vc vai proteger elas que se conhece a pouco tempo e eu que sou seu amigo a 12 anos vai desprezar.
- Eu : Cara vou sim pq isso não se faz com ninguém ... isso é desprezível.
-Carls: vc quer ficar com elas né só pode ...sempre assim querendo me passar para traz querendo roubar minhas namoradas !! e ainda se diz meu amigo
(Obs : anos atras quando tinhas uns 5 anos de amizade ele namoro uma menina que tinha problemas com a família e se alto mutilava... ele planejava ficar com outra garota na escola tudo escondido ela me perguntou sobre tal ação e confirmei pq fiquei com medo fazer lago como tal pior ela tentou se matar por isso passou u mt empo no hospital depois ele terminou falando que ela era maluca e ela fou que não queria mais ele)Na epoca fiz oque achei certo não poderia deixar ela ser feito de besta daquela maneira.
Eu afirmei logo depois. - Cara deixa de ser idiota sou casado e tenho uma filha não estragaria meu casamento assim .. não que ficar Com "Suas Namoradas" isso é errado e repudiante mulher nenhuma vai querer vc sabendo dessas ações infantis sua
Ele sem algum argumento plausível disse. - vc é uma merda vcs 3 se merecem vcs são burros e troxas . (Claramente um nice guy)
logo apos isso ele foi falar com as minas sobre o ocorrido de 5 anos atras falando que eu queria roubar a namorada a farls mesmo eu não me metendo tanto me bloqueou do Discord e do LOL
a Darls ja sabia sobre isso e conhecia meu irmão que explico como foi a historia e continua falando comigo normal.
Segundo Desfecho dramático: Logo apos isso eu bloqueei o Carls de tudo que era rede social possível e a Darls me chamou para jogar e ai conheci a Tarls A terceira namorada dele que ele pediu em namoro do mesmo jeito sem nem troca as palavras ... a Darls me pediu ajuda para contar e eu e contei a menina ficou [email protected]*& da vida ele entrou na conta dela do discord para me falar algumas coisas mais falei para ele ir chorar no colo da mamãe para ele deixar de ser um garoto nojento e para não me procurar mais .... Eu fui o babaca em me meter defendendo a Darls ea Farls por essa atitude dele ?? ............. Fica minha historia incrível ai luba E editores e a turma toda que esta a ver ! deixem ai oque vcs acham !!! fu i realmente o babaca Bjss Flww
submitted by thoommaaron to TurmaFeira [link] [comments]


2020.03.25 19:57 escuzeiro Como seguir em frente depois de um término?

Oi, não sei se alguém vai ler isso mas eu preciso muito desabafar porque não sobrou mais ninguém ao meu redor pra me ouvir.
Eu fui casado por dois anos, nós dois éramos tidos por todos como o casal perfeito. Nos conhecemos pelo Facebook, 15 dias depois nos vimos pela primeira vez, 15 dias após o primeiro encontro (nos vendo todo santo dia), ele me pediu em namoro. 5 dias depois estávamos morando juntos. Ele era uma pessoa incrível. Bondoso, bem humorado, carinhoso pra cacete, o sexo era incrível. A gente nesses dois anos construiu uma conexão de outras vidas, sabe? Eu era a pessoa mais feliz do mundo do lado dele. Meu maior sonho era casar de fato, visto que a gente se considerava casado porque morávamos juntos. Assim como o meu maior medo era perdê-lo. Em Abril do ano passado, o casamento terminou. Ele terminou comigo porque supostamente nossa relação não estava mais funcionando pra ele. Rolou muita coisa desde então, ele ficou com vários caras, namorou um por um mês... E eu também tentei seguir em frente, conheci uns carinhas, até cheguei a me interessar por um mas nunca consegui esquecer ele de verdade. Nesse meio tempo, tivemos várias recaídas, inclusive quando ele estava namorando o outro menino. Ele chegou até a terminar com o menino pra gente poder ficar numa boa, isso em setembro do ano passado. Entre brigas, idas e vindas, ficamos "juntos" (sem rótulo de casal, mas todos ainda nos viam como um casal e eu tinha esperança de que ele pedisse pra voltar de verdade algum dia) até fevereiro desse ano... E agora ele mais uma vez tá ficando com um carinha X e eu mais uma vez tô sofrendo a falta dele. Penso nele o dia todo, me preocupo com ele, morro de vontade de ir falar com ele... Resumindo, eu INFELIZMENTE não consigo desapegar da idéia de que talvez ele volte pra mim de novo... A minha vida não tem tido nenhuma graça sem ele. É só uma grande repetição de beber, fumar, as vezes me drogar, dormir, acordar pra fazer tudo isso de novo. Eu não como, não durmo direito... Tá foda. O pior é que eu fico muito dividido entre a razão e a emoção. Meu cérebro diz pra eu ser lógico e racional, que ele não me quer mais e pra eu seguir em frente. Mas meu coração me diz que ele só tá confuso sobre o que sente e que ele não sabe ficar sozinho, por isso tenta "tapar buraco" com outras pessoas. Ele sempre dizia que eu sou o amor da vida dele e que isso nunca ia mudar... Outro dia chequei o twitter dele e tinham lá duas indiretas com música que claramente são pra mim... Daí eu fico muito confuso sobre o que pode acontecer e o que eu devo fazer. Parte de mim quer sair fora disso, mas a maior parte de mim ainda espera que esse amor que a gente viveu um dia se reacenda. O que fazer?
submitted by escuzeiro to desabafos [link] [comments]


2020.03.14 03:56 Monk_Level_1 Eu me apego fácil e não me desapego e algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas

Bom dia, boa tarde ou boa noite, esse é o meu primeiro post no reddit e vamos lá né?
Como o titulo já fala eu sempre fui o tipo de cara que leva apenas 3 trocas de mensagens ou 3 segundos para me apaixonar por alguém e isso me acompanha desde sempre, hoje tenho 22 anos e já estou terminado a faculdade de Engenharia Civil (formo final do ano) mas o que tenho para desabafar é algo que começou quando eu tinha 17 anos.
No terceiro ano do ensino médio eu conheci uma garota do primeiro (vamos chamar ela de M) e eu conheci ela por meio de um amigo que era amigo dela e cara ela fui muito gentil comigo de um modo de que eu realmente gostei dela e queria conhecer mais ela. Até aquela época eu não tinha tinha ficado tão afim de uma garota, eu era o clássico nerd virgem que sempre queria jogar D&d. Então aquele ano de 2015 foi passando e eu ficava cada vez mais interessado na M chegando ao ponto de tentar ficar com ela no meu aniversario e ela dizer não kkk mas aquilo não me abalou, eu queira muito mostrar para ela que eu gostava dela e ela era unica para mim, cheguei até já mandando uma mensagens me declarando mas vamos deixar queto esse assunto. Então veio o ano de 2016 e tive que deixar a minha cidade natal e me mudei para a cidade que me encontro hoje para estudar e tive que deixar a M mas nós nunca paramos de conversar, desde aquela época ela fala que sente saudades de mim mas sempre que eu voltava para lá nas ferias nunca acontecia nada entre a gente.
Então na época da faculdade estavam todos os calouros aproveitando a faculdade indo em festas e ficando com varias garotas mas eu realmente não ficava com ninguém, primeiro por que eu sempre fui mais introvertido e segundo por que ainda tinha sentimentos pela M, mas isso mudou depois de um dia que eu recebi a noticia que ela tinha ficado com um cara em uma festa e isso me deixou arrasado e desenvolvi uma ideologia de que "algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas". Mas ai, na festa de batismo do filho de um amigo eu conheci uma outra mossa (vamos chamar ela de J) e que nem a M ela foi muito simpática comigo, na voz dela dava para sentir que ela parecia me admirar mesmo tendo apenas 1 minuto que me conheceu (Até hoje lembro do lindo batom roxo que ela estava usando). Então trocamos telefones e começamos a conversar pelo whatsapp e naquela época a M parou de falar comigo, talvez ela tenha notado que eu tinha ficado magoado.
Conversando com J descobri que ela não era da cidade, ela morava a quase 1 hora e meia daqui mas isso não tinha relevância para mim, gostava dela de qualquer jeito e amava ficar o dia todo conversando com ela, voltava correndo para a faculdade para conversamos e a vida era uma maravilha do jeito que era até um dia que ela começou a mandar indiretas para eu pedir ela em namoro, no começo achei meio estranho mas pedi e comecei meu webnamoro (tive um webnamoro antes disso virar moda nos dias de hoje kk). Mas depois desse dia foi só piorando por que eu queria ir lá ver ela e os pais dela mas ela parecia não querer aquilo e as vezes me enrolava, na mesma época ela fez um novo amigo e ela sempre estava saindo com os amigos e ele sempre estava junto, eu comecei a suspeitar bastante disso, até que ela disse que sairia com umas amigas e eu perguntei se ele iria também e ela disse que não mas então perguntei para o irmão dela e ele me confirmou que ele estava junto então resolvi apostar que ela estava me "traindo" (coloquei entre aspas por que a gente nunca chegou a ficar realmente) e ela chorou bastante no vídeo chamada, eu também fiquei mal vendo ela chorando, mas depois passou uma semana e ela começou a namorar com o amigo dela e isso acabou comigo, e mais uma vez fiquei com a ideologia de que "algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas".
E naquela mesma época a M voltou a mandar mensagens para mim, serio, com certeza os deuses queriam brincar comigo e fizeram ela, do nada, voltar a falar comigo, serio, até hoje não entendo o que fazer ela voltar a conversar. Mas eu não consigo dar vaco, querendo ou não eu ainda gostava da M. 2016 parrou e veio 2017 e nada de mais aconteceu, continuei gostando da M e da J, mas resolvi cortar a conversa com a J já que ela estava namorando, e não me envolvi amorosamente com ninguém, por conta do choque que foi 2016. 2018 foi do mesmo jeito, ainda conversava bastante com a M e a J continuava namorando (confesso que parte de mim gostaria que ela terminasse para eu poder falar com ela sem peso na consciência, mas ela estava feliz então não me envolvi em nada). 2019 foi o ano que resolvi largar isso tudo e conhecer novas garotas, mas não ocorreu nada de mais, infelizmente nenhumas das que conheci me marcou como M e J, naquele mesmo ano a M foi para São Paulo cursar a faculdade e uma coisa que não citei foi que desde 2016 a J sempre ver meus stories de instagram até hoje ela ver, eu parei de seguir ela por que não queira ver ela com outro, mas sei que ela esta feliz e é isso que importa. Tive uma conversa com a J nesse mesmo ano, mas não foi nada demais, nem tem relevância colocar aqui o assunto.
E agora chegamos em 2020, M está se mudando para uma cidade perto da minha, não sei se isso é algo bom, tenho medo de tentar novamente ter algo com ela e sofrer que nem no passado, parte de mim prefere engolir o que sinto por ela e deixar ela quieta, já conversei bastante com ela e ela esta feliz, então esta tudo tranquilo e favorável. J vai se casar, que coisa em kkk não sei se vou receber um convite informal para o casamento ou não invista que eu sou super amigo do primo dela e sempre andamos juntos, mas se ela vai se casar então esta tudo tranquilo e favorável como deve ser. E eu? Bem, vou formar em Engenharia Civil e meu prof quer me colocar para fazer mestrado em Brasília por que de acordo com ele eu daria um ótimo professor.
Peço desculpa se ficou muito grande meu texto mas eu precisava botar para fora tudo isso, eu ainda acho que algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas mas isso não é tão ruim como parece, com o tempo se acostuma.
submitted by Monk_Level_1 to desabafos [link] [comments]


2019.10.17 14:04 -belledejour- Depois de 1 ano, agora com 20 anos, continuo tentando me sentir viva

Há um ano, eu postei esse desabafo: https://www.reddit.com/desabafos/comments/96tq8k/o_que_fazer_para_finalmente_me_sentir_viva/?ref=share&ref_source=link
Nada mudou desde então. Fiz 20 anos há 17 dias e me sinto extremamente atrasada e fracassada. Ainda não entrei na faculdade, nem tive experiências amorosas. Todo mundo que eu conheço com a minha idade parece estar onde queria estar, a maioria namorando/beijando quem quese preparando pra casar, se divertindo e vivendo o auge da juventude. E eu, trancada num quarto, chorando todos os dias, o dia inteiro. Dói demais. Queria poder viver a adolescência que nunca tive agora, depois dos 20. Será que ainda posso? Me sinto velha demais pra começar qualquer coisa.
Eu me sinto uma criança, uma menininha de 10 anos. Me sinto mal perto das pessoas, todas elas com 20 anos estavam longe de estar onde eu estou. Morro de vergonha de nunca ter beijado antes, me sinto um monstro, um fracasso, uma doente totalmente alheia à sociedade. A culpa não é minha, não tive oportunidade, não tem como beijar sozinha. Eu não me acho feia, não acho que esse seja o motivo. Minhas conhecidas não são bonitas e todas tem quem elas quiserem aos seus pés. Eu só queria me sentir uma jovem normal. Queria aproveitar minha vida porque eu sei que ela logo acaba. Mas é como se eu estivesse sendo forçada pela vida a ficar assim pra sempre. Não consigo ao menos visitar ou conversar com meus amigos porque todos eles só falam de namoro, casamento, romances e eu me sinto um lixo perto deles. Eu me sinto como se tivesse sido feita pra não ser interessante pra ninguém, acredito que nunca vão se interessar por mim. Isso nunca aconteceu até hoje. Não vejo motivo nenhum de viver. Eu quero viver, juro, mas tá pesado demais pra mim.
Enfim, espero poder voltar aqui ano que vem pra dizer que finalmente tudo mudou. Assim como ano passado, que escrevi o desabafo esperando que esse ano tudo mudasse. Me desejem boa sorte, eu vou precisar de muita.
submitted by -belledejour- to desabafos [link] [comments]


2017.09.25 21:45 botafora01 Sinto que a minha vida já está traçada

Desde já peço desculpas pela muralha e pelo throw away
OK, desde o Ensino Médio eu sofria com algo que eu imagino 90% do Reddit sofreu: não conseguia pegar sequer resfriado. Era extremamente zoado pela sala toda por isso (meus amigos até hoje dizem que eu sou o único da turma que nenhuma mulher chegou), cheguei até a apanhar por isso. Só fui perder meu BV no meu ano de calouro na faculdade e a minha virgindade quando fui num bordel. Eu ficava triste com isso, mas também estava esperançoso: afinal, era um adolescente, estava entrando na faculdade, e todos sempre me louvavam por, segundo eles, eu ser muito inteligente. A menina que eu gostava na época, e que até hoje é uma amiga (e que eu passei a maior vergonha da minha vida, ao me declarar pelo fucking MSN), vivia brincando dizendo "O nerd de hoje é o cara rico de amanhã". Boas memórias.
Chegou 2013, e eu entrei na faculdade. Não fui maravilhosamente bem no ENEM, mas consegui uma bolsa integral em Administração em uma bela universidade. Escolhi Adm por pensar que o mercado estava bom e por ser noturna, o que me permitiria trabalhar. Nesse período, perdi meu BV e fiquei com outra menina uma vez, num espaço de 9 meses. Pra mim, isso era o ápice, eu era o deus da conquista, mesmo que meus novos amigos me zoassem de "pega ninguém" do mesmo jeito. Nessa época, eu baixei o Tinder e conheci o meu primeiro namorico, vamos chamar de Ana. Ana morava a 3h30 de viagem, então era praticamente um namoro à distância. Ficamos algumas vezes, 3 meses depois começamos a namorar e, depois disso, ela passou o mês seguinte dando desculpas para eu não ir lá. Chegou fevereiro, veio o carnaval, e ela disse que estava passando mal. Foi para o hospital e detectaram leucemia. Óbvio que eu pirei, queria ir pro hospital dela de todo jeito, mas ela nunca deixava, dizia que os pais me viriam, iria arrumar encrenca, ela iria ver um momento que estivesse sozinha. Se passaram 5 meses nesse tormento, hora ela dizia que estava boa, hora dizia que estava mal, quimio e afins, até que meus amigos de sala fizeram uma intervenção comigo, mostrando que não havia nada em rede social nenhuma dela a respeito de câncer, mostrando que ela estava postando normalmente sobre coisas cotidianas e que era a maior retardadice do mundo eu não ter ido nenhuma vez ver ela. Eu fiquei meio balançado, até porque meus pais concordavam com este ponto de vista, mas fiquei meio irregular com ela. Pouco mais de um mês depois disso, ela disse que tinha tido alta, tinha encontrado um ex, tinha ficado com ele e queria terminar. Não lamentei muito, até porque isso ocorreu em um espaço de uma semana, no máximo. Terminei e, desde então, ouvi dela duas vezes na vida. Passou.
Vale mencionar que, nesse meio tempo, a minha vida em casa havia melhorado demais: durante meu período de Ensino Médio, minha adolescência se resumia a passar finais de semana com minha mãe em bares, vendo ela entrar quase em coma alcoolico com as amigas e outros finais de semana na casa do meu pai, vendo ele ficar bêbado e chorar no meu ombro sobre ele ser um fracassado que não conseguiu sequer manter um casamento. Quando eu terminei, minha mãe já estava mais centrada (como está agora), saindo ocasionalmente e socialmente, e meu pai parou de beber após enfartar e voltou a ser o cara extremamente trabalhador que eu sempre admirei. No fim do meu primeiro ano de faculdade, eu passei a estagiar em um instituto federal. Ao mesmo tempo do término que eu disse acima, eu fui chamado para um concurso temporário, em outro órgão público, bem mais perto de casa.
Poucos meses após eu terminar com a Ana, entrou em cena a pessoa que eu, de fato, considero como a única que eu namorei. Vamos chamar ela aqui de Beatriz. Beatriz me chamou no Facebook, para brincar sobre uma postagem que eu havia feito (já havíamos tido pequeno contato ainda no colégio), e daí começamos a conversar. Dois meses depois, ficamos e, 5 meses depois, começamos a namorar. Ela perdeu a virgindade comigo e, na prática, eu também perdi com ela (transei com prostitutas umas 4 vezes antes. Fiz exames, por precaução, e não deram nenhum reagente). Eu aprendi demais a me aceitar com ela, nós tínhamos a mesma personalidade, ela era a primeira pessoa que não só não me julgava por meus interesses, como me incentivava a seguir eles. Não me cobrava nada, eu não cobrava nada dela, mas conversávamos de forma quase ininterrupta das 7 até meia noite. Com ela, no entanto, eu descobri algo que já havia visto antes nos bordeis: não sei o que me causa, mas com certeza eu tenho ejaculação precoce. Fui em um urologista, que me disse que era algo psicológico, que eu só precisava "me desligar". Tentei os exercícios que o próprio Reddit indica, mas nunca funcionava. Usei camisinha anestésica 2 vezes: uma vez foi uma maravilha, na outra estourou e eu traumatizei. Sempre me sentia extremamente culpado e furioso comigo mesmo após cada fim de penetração, mas o que atenuava era a presença dela, que sempre me dizia que não ligava, que eu conseguia deixar ela no céu somente com as preliminares, que não ligaria de passar por isso por não sei quanto tempo. Tudo que eu me julgava errado, ela me mostrava que não ligava. Eu me sentia num porto seguro com ela, e isso me impulsionava na faculdade: eu imaginava que iria me formar em um emprego na iniciativa privada, sem "data de validade" como meu emprego temporário, e que, 1 ou 2 anos após isso, estaria casado com ela. O único motivo de discussão que tínhamos era que ela tinha total ojeriza de tornar público: não podia postar nada com ela no Facebook, não podia atualizar status de relacionamento, não podia ir conhecer os pais dela, que "iriam proibir completamente". Mesmo os amigos eu só vi 2 vezes (uma outra vez eu não pude ir por motivos profissionais). Eu sempre entendi que isso era um receio dela, então, mesmo um pouco frustrado, eu aceitava. No que eu terminei minha monografia, estava preocupado com a questão do mercado, mas nada demais. Até que veio o dezembro, 1 ano e 4 meses após começarmos a ficar.
Eu estava na faculdade, pegando os convites de formatura, quando ela mandou o tradicional "precisamos conversar". Resolvemos por texto mesmo: ela disse que gostava de outra pessoa, e que se sentia culpada namorando comigo com interesse em outro. Aceitei, triste, e demos um tempo. 2 dias depois, um amigo me manda uma foto no perfil de um rapaz, que era o mesmo que ela gostava: ambos deitados, ela de top e ele sem camisa, e uma descrição bem...insinuante. Óbvio que eu pirei, liguei para ela, tivemos uma baita discussão, mas, depois disso, esfriou. Acabamos nos vendo, e ficando de novo. Ela terminou com o rapaz, mas ainda jurava de pés juntos que aquela foto era uma coincidência, que ela não havia me traído, que jamais faria isso, que era íntegra. E ficamos uns bons 3 meses indo e voltando até que, em abril, ela me mandou um testamento contando tudo: numa segunda, ela estava na casa de uma amiga, com este rapaz e o cara que a amiga estava pegando. A amiga e o peguete dela começaram a dar uns amassos no local e, segundo ela, ela não conseguiu "resistir" e montou no cara. Uma traição espetacular, que até hoje eu uso como humor auto depreciativo. Fiquei em choque por um tempo, mas, contra os conselhos de todos, perdoei ela e voltamos a namorar. Mas não era a mesma coisa. Ainda era maravilhoso por um aspecto, mas, por outro, ela estava insegura com o relacionamento (dizia que se sentia culpada por ter "estragado tudo por um impulso") e eu estava inseguro com tudo, precisava de validação dela pra tudo, principalmente no que tangia sexo. Eu já era inseguro sexualmente antes, agora era 3x mais, então eu basicamente a induzi a me contar toda a experiência sexual dela com ele, até eu me sentir menos perdedor. No entanto, eu estava começando a me recuperar em junho, estava me reencontrando, entendendo que estava apertando ela desnecessariamente (uma amiga teve essa conversa esclarecedora comigo). Então, tanto como solidificação como um pedido de desculpas, eu planejei uma viagem para nós, no dia que ficamos pela primeira vez, que cairia num sábado. Disse para ela os planos, ela ficou elétrica, empolgada, começou a me mandar links do local, brincar com meus planejamentos e afins...e, na semana seguinte, pediu para terminar. Disse que nunca esteve certa sobre nós termos voltado, que ela ainda me amava, que ainda sentia tesão comigo, mas que não se sentia pronta para um relacionamento sério, e "não queria me magoar". Aceitei, até mantive o contato, pq, nesse meio tempo, ela virou a minha melhor amiga. Mas o mesmo amigo da vez anterior me mandou um print de uma conversa dela com a irmã dele, dizendo que tinha terminado por estar afim de outro cara, e eu reconheci o sujeito: era um cara que ela falava horrores bem dele, "ah, fulano fez isso, fulano fez aquilo, me ajudou com x, um cara foda, faz não sei o que". Não sei se ela me traiu, mas tal conversa era de 1 dia e meio após termos terminado, e ela já havia ficado com tal cara. Não sei se ela me traiu de novo, mas a confrontei (não falei do meu amigo, obviamente, disse que a vi na rua) e ela manteve que não me traiu, mas que, dessa vez, poderia ficar com quem quisesse pq "fez a coisa certa". Eu disse que não conseguiria conversar com ela enquanto ainda tivesse sentimentos, ela disse que entendia, mas que queria saber de mim, que eu ainda era "o melhor amigo" dela.
Isso faz um mês e meio. Eu não consigo deixar de me sentir mal. Eu podia ter feito tanta coisa melhor, mas não fiz. Ela me traiu, possivelmente duas vezes, e tudo que eu consigo fazer é me culpar. Eu só não a chamei ainda pq imagino ela ficando com esse cara, que é melhor que eu em tudo: mais bonito, com uma barba farta de lenhador, com uma carreira já estabelecida, carro na garagem, mora sozinho e afins. O que me leva ao lado profissional: a sala da faculdade se reuniu para um churrasco há 3 semanas, estávamos conversando sobre empregos e eu concluí algo: apesar de que eu (e eu sei quão arrogante isso soa) ter feito que metade da sala ganhasse um diploma, eu sou o único dali sem um emprego minimamente fixo e tenho um salário que é o menor de todos, com vantagem. Todos falam que eu vou ganhar 3k, 4k logo, mas eu já cansei de tomar portadas de empresas. Gasto com passagem, gastei com um terno novo, gravata, e tudo que eu consegui foram muito obrigados, mas uma parcela da minha sala que literalmente não consegue entender que 50% e 0,5 são a mesma coisa (eu tive que ensinar manualmente regra de 3 simples e cálculo com números decimais quando estudamos Matemática Financeira) estão em empregos bons na iniciativa privada, comprando casas e carros. E, de todos ali, só uma me arrumou entrevista na empresa dela (que eu não consegui, principalmente por dita empresa estar num processo de fusão). Quatro conversam ocasionalmente, e o resto só entra em contato pedindo para que eu faça para eles provas de inglês de processos seletivos ou provas da faculdade (para os que ainda não se formaram).
Eu estou fazendo Contabilidade agora, vendo se consigo recomeçar, mas estou extremamente desiludido. Não sei o meu problema, mas o que eu imaginava quando entrei na faculdade não aconteceu. Eu sou um total fracassado no mercado de trabalho, e dificilmente vou conquistar algo além de pular de trabalho em trabalho de escritório, para tirar 2 salários e soltar rojão de alegria por não estar desempregado. Na verdade, eu já imaginava algo nessa linha desde o último semestre, mas, além da esperança mínima, eu carregava que iria ter uma família. Alguém me aceitava, alguém me amava. Hoje, eu vejo que nem isso. Nesse mês e meio pós-término, eu percebi como meu stock está horrorosamente baixo. Ouvi diretamente de uma estranha (no Tinder, vale dizer) como eu sou "feio, com cabelo estranho e roupas deprimentes". A maior parte dos meus amigos disse que eu vou achar alguém, mas só uma amiga me apresentou para alguém (Spoiler: eu quis levar pra amizade pq esta pessoa demonstrou 0 interesse romântico em mim, mas temos muitas afinidades de gostos. Não quero que alguém legal se perca só por não querer abrir as pernas pra mim em qualquer futuro).
Então, qual a conclusão? Para relacionamentos, eu sou a tempestade perfeita: meus gostos não são nada pop, meu estilo de roupa desagrada geral, minha voz é deprimente, eu sou lerdo, distraído, amo entrar em rants gigantes quando me empolgo (vide este texto) e, mesmo que alguma garota um dia resolva passar por isso tudo, o prêmio dela será ter de viver com sexo oral recheado por 30s de penetração, num dia bom. Nenhuma mulher no mundo quer se relacionar com um homem que precise fazê-la ter um orgasmo com masturbação pq não aguenta chegar a 1min de penetração. Ou seja, eu até posso tropeçar em alguma peguete (sim, essa é a palavra, tropeçar. Um incidente do acaso, como foi com a minha ex), mas nenhuma jamais chegará a ser de longo prazo. Dificilmente eu terei uma família. E, sem uma família, não há nada para contrabalancear o fato de que eu sou um fiasco profissional. O "menino gênio" do colégio, o "cara que vai ganhar 7000 daqui 3 anos" da faculdade nada mais era que uma pessoa com um par de neurônios no meio de um grupo de pessoas com bases educacionais mais fracas que a minha e, principalmente, sem interesse algum em estudar. Numa sala focada, eu teria de me esforçar para estar no meio do pelotão. Eu sou mediano intelectualmente e, profissionalmente, sou um lixo que não conseguiu fazer networking na faculdade e, hoje, irá ter de viver de escritório em escritório, sem nenhum breakthrough.
Minha vida parece estar desenhada para ser a definição de um fiasco, de um total e completo desperdício de oxigênio. Mas eu tenho uma missão: cuidar dos meus pais. Ambos dependem demais de mim psicologicamente, ambos me amam mais do que qualquer outra coisa. Sem a minha presença aqui, a vida dos dois colapsaria. Sinto que eu só vim ao mundo para ser o pilar da vida de ambos. Então, eu tenho que ir empurrando a minha vida enquanto ambos estão vivos, tentando ao máximo não embaraçar eles mais. Decidi que vou viver a vida no limite nesse meio tempo: finalmente comecei a fazer academia (minha postura sempre foi torta e, nos últimos 2 meses, eu ganhei peso. Quero eliminar essa pança antes que ela vire um problema), fui ao Maracanã mês passado ver a ida da Copa do Brasil (sou de MG), devo receber uma indenização boa quando sair daqui e estou planejando um mês de curso de inglês na Europa (meu inglês é bom, mas não é perfeito e isso sempre me incomodou horrores, sem falar que conhecer a Europa é O sonho que eu tenho de vida). Será o meu maior highlight, e a única loucura que eu me permiti fazer. Quando voltar, vou fazer o que gosto e, mais importante, vou cuidar dos meus pais, de tudo que eles precisarem de mim.
Não sei o que o futuro reserva pra mim, mas, pensando com lógica, eu devo chegar nos meus 35/40 anos quando ambos meus pais falecerem. Quando isso acontecer, serei um solteiro entrando na meia idade, possivelmente com pouca experiência sexual que não envolva garotas de programa, num emprego pouco satisfatório e sem nenhum amor que tenha sido recíproco e que não acabe na mulher se cansando de um cara patético e percebendo que praticamente qualquer coisa é melhor que eu. Será covardia, alguns sentirão tristeza, mas será temporário, todos irão superar, e haverá um pouco mais de oxigênio no mundo.
A minha mente ainda tenta, em alguns momentos, achar alguns cenários de ilusão, de que algum milagre irá acontecer, mas não irá. Eu sei que não. Profissionalmente eu fracassei. Academicamente eu fracassei. E, amorosamente, eu também fracassei. Vi que não basta achar alguém que aguente a minha personalidade, ela não irá suportar alguém que trata preliminares como Evento Principal, e eu irei morrer com esta condição.
Por mais paradoxal que seja, pensando assim eu estou aprendendo a abraçar o que eu gosto. Eu gosto de ler. Eu gosto de sair para comer e voltar para casa. Eu gosto de esportes. Eu gosto de escrever. Eu gosto de viajar. Não vou mudar o que eu gosto pelos outros, até porque será inútil, resolver um sintoma não cura a doença, e não há remédios o bastante para curar todos os sintomas dessa doença chamada eu. Fico feliz pelos meus pais existirem, pq, se não fosse por eles, eu teria sido um fiasco absoluto em vida. Fico feliz pelo meu último namoro, pq eu nunca me senti mais feliz do que numa tarde de sábado, quando ela disse "te amo" pouco antes de cochilar no meu peito. Eu fui feliz com o amor, e, por causa dela, eu aprendi que todo relacionamento que eu entrar, obrigatoriamente, terá um fim unilateral. Eu vou ser feliz com meus outros desejos, concluir meus hobbies, fazer o que eu gosto, e cuidar de quem me ama incondicionalmente, até o fim deles. Dali, serei eu que terei meu livramento.
Eu precisava contar isso pra alguém, mas não quero que tratem isso como um pedido de ajuda, pq não é. Meu real objetivo de vida sempre foi ter uma família minha, ter um filho em uma casa estruturada e passar meu conhecimento adiante. Eu já sei que, por questões psicológicas e físicas, isso jamais acontecerá. Quando meus pais se forem, eu literalmente não terei mais o que fazer aqui e, se tudo der certo, eu terei realizado ao menos uma parcela boa dos meus outros sonhos. Eu estou tranquilo quanto a isso. Talvez ainda sinta, de novo, a dor de ver alguém me trocando por outra pessoa melhor, mas agora eu sei que isso acontecerá. Doerá menos, eu espero. E, se nem isso eu conseguir, bem...dois salários por mês dá para pagar por sexo.
De novo, desculpem pelo texto gigante.
tl;dr: Todos confiavam em mim, todos achavam que meu futuro seria brilhante. Meu futuro será medíocre, patético e, ao menos, tem uma data para acabar
submitted by botafora01 to desabafos [link] [comments]


PEDI ELA EM NAMORO !!! (TEVE BEIJO) - YouTube NAMORO X CASAMENTO - 2 EM 1 VLOGS Namorando(Grecco) - YouTube NAMORANDO - Grecco - YouTube PEDI MINHA NAMORADA EM CASAMENTO! - YouTube Namoro não é casamento - Pe. Fábio de Melo - YouTube História de Amor Cristão 💖 Do namoro ao casamento 💖 - YouTube NAMORO VS CASAMENTO NAMORO VS CASAMENTO Namoro VS Casamento - YouTube

Estudo Namoro Noivado E Casamento [51431zjxxgnj]

  1. PEDI ELA EM NAMORO !!! (TEVE BEIJO) - YouTube
  2. NAMORO X CASAMENTO - 2 EM 1 VLOGS
  3. Namorando(Grecco) - YouTube
  4. NAMORANDO - Grecco - YouTube
  5. PEDI MINHA NAMORADA EM CASAMENTO! - YouTube
  6. Namoro não é casamento - Pe. Fábio de Melo - YouTube
  7. História de Amor Cristão 💖 Do namoro ao casamento 💖 - YouTube
  8. NAMORO VS CASAMENTO
  9. NAMORO VS CASAMENTO
  10. Namoro VS Casamento - YouTube

Música do 1º CD solo de Grecco. O namorado elogio o bolo e o marido diz que o da mãe dele era mais gostoso e ai é a coisa fica feia! kkkkkkk NAMORO VS CASAMENTO 2 https://www.youtube.com/wa... Uma história de amor muito linda,do namoro ao casamento. 👉Se postar no face deixe também os crédtos ao canal ok? Não copie minhas histórias, são autorais. Mú... INSCREVA-SE NO CANAL Pedido de Namoro ☆ MINHA NAMORADA ME TRAIU ☆ VEJA https://youtu.be/-DoIV6xC1Ew ☆ DEI UMA CARRO PARA ELA: https://youtu.be/AVme... Site: http://www.marimariamakeup.com CONTATO: [email protected] 🌹 Pincel: http://www.marimariamakeup.com/pincel-para-contorno-rose-gold 💕 Ins... COMPRE SEU LIVRÃO DO ZAP NA PRE VENDA: http://bit.ly/2yEsTtv INSTA: @Enaldinho ou www.instagram.com/enaldinho/ Meu segundo canal: https://goo.gl/oA3ErZ ★ Sig... http://direcaoespiritual.blogspot.com.br/ programa do dia 6 de Maio de 2015, Padre Fábio de Melo atende a uma pessoa que passa por dificuldades no namoro por... INSCREVA-SE NO CANAL E VENHA FAZER PARTE DAS NOSSAS DIVERSÕES: www.youtube.com/c/tacielealcoleaa Quem já comprou o nosso livro na pré-venda?! Assim vocês rec... Música cantada por Grecco e será utilizada em uma das entradas. Eaee galera, tudo bem com vocês ? O vídeo de hoje vamos apresentar situações que acontecem no namoro x casamento Quer saber como foi? Assista ao vídeooo :) Veja também: Trollei meu namorado ...